segunda-feira, 14 de abril de 2014

Nós Somo PV Ponta Grossa

segunda-feira, 24 de março de 2014

PV lança pré-candidato à Presidência com propostas polêmicas

eduardo jorge

Proposta de programa de Eduardo Jorge prevê desde a descriminalização do aborto e da maconha até reforma política com parlamentarismo, extinção do Senado e redução de vagas na Câmara.

Médico sanitarista, 64 anos, Eduardo Jorge nasceu em Salvador, mas se formou na Paraíba e começou sua militância partidária em São Paulo. Filiado ao PT, foi deputado estadual e federal entre 1983 e 2003, quando migrou para o PV. Em 1994, o então petista propôs uma aliança entre o PT e o PSDB para a disputa ao governo de São Paulo. Ele defendia o apoio ao tucano Mário Covas. A aliança foi vetada. O Partido dos Trabalhadores concorreu com José Dirceu.

Ainda no governo Fernando Henrique Cardoso, o então deputado federal apoiou a aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) com recursos para a saúde e da reforma da Previdência. Por causa do voto dado a favor da CPMF, acabou suspenso pelo PT. Já no governo Lula, a bancada se empenhou para manter a contribuição.

O Partido Verde (PV) oficializou a pré-candidatura do ex-deputado Eduardo Jorge à Presidência da República. Em ato realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo, nesse sábado (22), o ex-deputado apresentou o documento “Viver Bem. Viver Verde”, em que lista dez diretrizes para a elaboração de um programa de governo. O texto defende questões polêmicas, como a descriminalização do aborto e da maconha e uma reforma política que prevê a extinção do Senado, a redução em um quarto no número de deputados e a troca do atual sistema presidencialista pelo parlamentarista no Brasil.

“O que o PV quer é a revolução de mudar a forma de viver”, disse Eduardo Jorge. O texto, disponível na internet (leia a íntegra), estará sujeito à avaliação dos militantes até abril, quando o partido volta a se reunir para analisar as críticas e sugestões dos filiados. Só então, com as modificações acolhidas, será apresentado oficialmente à sociedade como proposta de governo, diz o partido.

Deputado estadual e federal pelo PT de São Paulo, Eduardo Jorge rompeu com o partido em 2003, após uma série de divergências internas, para se filiar ao PV. Ainda pela antiga legenda, foi secretário da Saúde na capital paulista nas gestões de Luiza Erundina e Marta Suplicy. Já pelo PV, foi secretário de Meio Ambiente nos governos de José Serra (PSDB) e Gilberto Kassab (ex-DEM, agora no PSD).

O texto é construído a partir de três eixos: superação da miséria; crise climática e aquecimento global e reforma política. “A ideia não é construir mais um programa enciclopédico, como se costuma fazer neste tipo de campanha para o Executivo, que pouca gente lê. Às vezes, nem o próprio candidato. Além disso, no Brasil, ultimamente, a maior parte dos vários programas são bem parecidos na sua maior parte”, diz o documento. “O que queremos é marcar nossas diferenças nesta convergência para que o povo possa julgar se merecemos ou não o seu apoio”, acentua.

Aborto

A proposta do PV declara apoio a um dos pontos que causaram maior polêmica nas eleições presidenciais de 2010: a descriminalização do aborto, tema que acirrou a disputa entre José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Pressionados por religiosos, os dois assumiram compromisso, durante a campanha, de não propor ou apoiar mudança na atual legislação, que considera crime a interrupção da gravidez, ressalvadas exceções, como estupro ou risco de morte para a mãe.

“Queremos a legalização do procedimento, estabelecendo regras e limites de idade gestacional numa lei, mas que permita à mulher e seu companheiro seguirem este caminho com segurança”, diz trecho do texto.

Drogas

O texto também é explícito ao defender a legalização da maconha como forma de coibir o narcotráfico e o crime organizado. “As outras drogas mais pesadas devem ter estratégias a ser implementadas na sequência”, afirma o documento. O documento proposto por Eduardo Jorge destaca que a política de repressão à droga tem causado efeito contrário aos seus objetivos.

“O consumo não caiu, e, pior, construiu indiretamente uma economia do crime poderosa, violenta, opressiva. O tráfico da maconha é um dos principais pilares desta economia criminosa no Brasil e no mundo. Como ela é uma droga cujos malefícios são equivalentes aos das drogas chamadas legais, como fumo/tabaco e álcool, é por ela que devemos começar com segurança nossa estratégia de confrontar a economia do crime e da violência. Para nós, a educação e a assistência à saúde são mais eficientes do que a repressão policial”, afirma.

O partido apoia a proposta do deputado Eurico Júnior (PV-RJ), apresentada no final de fevereiro, que legaliza o cultivo, o comércio e a distribuição da maconha, tanto para uso medicinal quanto recreativo. “Fique bem claro que o PV não apoia nem incentiva o uso, seja do fumo, do álcool ou da maconha”, ressalva o texto.

Reforma política

No capítulo dedicado à reforma política, o PV defende nova consulta popular sobre o sistema de governo, para que o país adote o parlamentarismo, modelo rejeitado em plebiscito nacional realizado em 1993. A proposta apoia a extinção do Senado e a redução, dos atuais 513 para 411, no número de deputados federais. Cada bancada estadual perderia 25% de seus representantes. O mesmo corte seria feito nas assembléias legislativas. O número de ministérios também seria reduzido dos atuais 39 para 14.

“Pode ser paradoxal falar neste reforço do poder do Parlamento exatamente neste momento em que ele é tão atacado em todo o país. Mas esta é a reforma decisiva para ampliar a democracia no Brasil e reformar profundamente o próprio parlamento.”

O texto também estabelece um limite de 20 salários mínimos como remuneração dos parlamentares estaduais e federais, o fim das verbas de gabinete, das emendas individuais ao orçamento e das frotas de carros oficiais. “Mais qualidade em Brasília, com menos quantidade e despesas”, diz o documento.

Por outro lado, o partido propõe, ainda, o aumento no número de vereadores, que passariam a dividir espaço com conselheiros. Em São Paulo, em vez dos atuais 55 vereadores, o número de representantes municipais passaria para 5.500, entre vereadores e conselheiros. Remuneração, só em casos excepcionais, como ajuda de custo, ressalta o texto, que defende o fortalecimento das administrações das políticas públicas nos municípios.

Economia

Na economia, o esboço de programa do PV defende que, aos três princípios econômicos adotados desde o governo Itamar Franco – superávit primário, câmbio flutuante e metas inflacionárias com responsabilidade fiscal, –, sejam acrescentadas metas socioambientais como critério de desempenho dos governos federal, estaduais e municipais. Apoia, ainda, a substituição dos impostos federais por um imposto único, baseado na movimentação financeira. “Ficam preservadas, claro, como prevê a proposta original, taxas por serviços individualizados, tributos com função regulatória ou fiscalizadora”, ressalva.

O documento também prega mudança de foco na relação do governo com a agricultura: a prioridade seria dada à agricultura familiar, dos pequenos e médios produtores, sem utilização de agrotóxicos.

Em discussão

Entre os dez pontos destacados no documento estão o desenvolvimento sustentável, a reforma política, a rediscussão do atual modelo federativo, a economia verde, a energia, a Previdência Social, saúde, educação, o combate à desigualdade e à miséria.

“Esse é o esqueleto do que vai ser feito, é a iniciativa democrática que vem antes de qualquer campanha. Até porque, antes de termos uma pessoa, um nome, precisamos de uma boa proposta e só receberemos apoio e votos se nossas ideias forem acolhidas pela sociedade”, explicou Eduardo Jorge, durante a apresentação das diretrizes na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Eleições

Além da pré-candidatura de Eduardo Jorge, o PV também oficializou ontem o lançamento de outros nomes aos governos estaduais, como Gilberto Natalini (São Paulo), Rosane Ferreira (Paraná), José Carlos Lima (Pará), Marcelo Lelis (Tocantins) e Roberto Rocco (Rio de Janeiro).

Em 2010, com Marina Silva (hoje no PSB), o PV conquistou a maior votação de sua história. A ex-senadora recebeu quase 20 milhões na corrida presidencial, ficou atrás apenas de Dilma e José Serra, que disputaram o segundo turno. A ex-ministra deixou o partido após desentendimento com o comando partidário. Depois de não conseguir criar sua própria legenda a tempo de disputar as próximas eleições, filiou-se ao PSB, que tem como pré-candidato à Presidência o governador pernambucano, Eduardo Campos.

http://lauropadilha.blogspot.com.br/2014/03/pv-lanca-pre-candidato-presidencia-com.html



sábado, 22 de março de 2014

Casas mais caras do mundo

1-) Antilla, em Mumbai

Casas mais caras do mundo

Casas mais caras do mundo (3) Casas mais caras do mundo (1) Casas mais caras do mundo (2) Casas mais caras do mundo (7) Casas mais caras do mundo (4) Casas mais caras do mundo (5) Casas mais caras do mundo (6) 01f01g01h

Preço - 1.000 milhões dólares americanos

40.000 m² / m - A torre que pertence ao chefe da Reliance. É uma industria dos  gigantes da petroquímica, com sede em Mumbai . O edifício vai ficar 570-pés de altura acima do solo e terá 400.000 pés quadrados de espaço interior. A casa tem seis andares de estacionamento, os alojamentos com nove elevadores e uma série de salas e salões. Maior parte de vidro, e tem uma equipe de 600 funcionários. Esta casa é reivindicada como casa mais cara por cerca de US$ 1 bilhão.


2-) Villa Leopolda, Cote D'Azur, França

Casas mais caras do mundo (8)

Preço - 506 milhões dólares

Villa Leopolda, casa mais cara depois de Antilla, situada na Riviera Francesa e construída sobre 29.000 pés quadrados de espaço interior que se abre para gramados e uma piscina, que também tem 11 quartos e 14 banheiros. A casa não é apenas conhecida por ter a melhor vista do mar no sul da França, mas também fica em 10 hectares de terrenos imaculados que correm até ao resort de Villefranche. Originalmente construída para amantes do rei belga Leopoldo, esta casa tem sido um antro de figurões como o falecido magnata bancário Edmund Safra, o fundador da Microsoft, Bill Gates, e o magnata Fiat Gianni Agnelli. O valor da casa é estimada emr US$ 506million.


3-) A Penthouse, Londres

Casas mais caras do mundo (9)

Preço - 200 milhões dólares

O apartamento mais caro do mundo, a £ 6.000 por m² / m senta-se sobre os 82 outros apartamentos no famoso número 1 Hyde Park. Uma sala de pânico, janelas à prova de balas, scanners de íris e até mesmo um túnel secreto para o vizinho Hotel Mandarim, o apartamento é o maior de todos os de luxo na ambiciosa 1 Hyde Park. O edifício dispõe de spas comunais, campos de squash e até mesmo salas de degustação de vinho! Este apartamento luxuoso tem 24 horas de serviço de quarto, apesar de ter do chão ao teto, frigoríficos. Este é o mais caro apartamento abaliado em cerca de US$ 200 milhões.


4-) Fairfield Pond, The Hamptons

Casas mais caras do mundo (10)

Preço - 170 milhões dólares

Casa de Campo, o Ira Rennert Estate. Localizado em 63 acres, a casa principal é composta de 66.000 metros quadrados, com dependências adicionais trazendo o espaço total de mais de 100.000 metros quadrados. Italianate no projeto, há 29 quartos, 39 banheiros, squash e quadras de tênis e várias outras diversões. Esta casa está avaliada em cerca de US$ 170million.


5-) Hearst Mansion, Beverly Hills

Casas mais caras do mundo (11)

Preço - 165 milhões dólares

Esta prestigiada mansão de Beverly Hills, que já foi o lar do magnata William Randolph Hearst, do jornal EUA, tem seis residências separadas, 3 piscinas, oito lareiras, um campo de ténis, discoteca e 29 quartos, todos eles distribuídos através de mais de 6 hectares de terra em um famoso ambiente de Beverly Hills chamado de Triângulo da Platina. A casa foi reconhecida nacionalmente depois de comprada pelo advogado e investidor Leonard Ross, em 1976, que queria uma "mudança de estilo de vida." Comprar esta, o faria proprietário da fazenda mais cara dos EUA e, além disso, você seria o vizinho de porta do CEO da Amazon, Jeff Bezos, incluindo Tom Cruise e Katie Holmes e David e Victoria Beckham.


6-) Franchuk Villa, Kensington

Casas mais caras do mundo (12)

Preço - 161 milhões dólares

Esta propriedade de seis andares em Belgravia, no centro de Londres, tem 20 pés, acessórios de luxo e mais de 21.000 pés quadrados de espaço vivo. Junto com Candy Spelling de Holmby Hills mansão, esta casa de estuque branco, com fachada na 10ª Belgrave Square, de propriedade do libanes Musa Salem, é agora a casa mais cara no mercado em todo o mundo. Sr. Salem comprou essa propriedade há muitos anos atrás, com uma condição para restaurar a casa para a glória vitoriana completa. As comodidades de luxo incluem uma piscina coberta no porão, um ginásio, um home theater, uma garagem na sala, uma sala de notícias e muito mais. Franchuk Villa é considerada como a sexta casa mais cara numa avaliação de cerca de US$ 161million.


7-) "A Pinnacle," Montana

Casas mais caras do mundo (13)

Preço - 155 milhões dólares

Este luxuoso ski lodge é a maior propriedade na comunidade de bilionários do esqui e golfe privado exclusivo "Yellowstone Club". Naturalmente, a casa dos proprietários deste grupo de elite, Tim Blixseth e Edra. Apesar de não ser considerada grande em relação as outras nesta lista, com apenas 10 quartos, esta vai incluir pavimento aquecido em toda a casa, que se estende por todo o caminho até a garagem aquecida, bem como lareiras em todos os banheiros, uma adega enorme, uma piscina interior / piscina exterior, ginásio e sala de massagem.


8-) Manor ortografia, Los Angeles

Casas mais caras do mundo (14)

Preço - 85 milhões dólares

O Bilionário britânico Bernie e  sua filha Petra Ecclestone, Chefe da F1,  possuem este patrimônio, situado no Holmby Hills, em Los Angeles, Califórnia. Petra comprou esta casa por US$ 85 milhões, muito menos do que o seu preço listado de US$ 150 milhões, mas ainda assim um recorde imobiliário local. Essa mansão castelo em estilo francês foi construída em 1991, e anteriormente pertencia a um produtor de televisão chamado Aaron. Ela tem 5.248 metros quadrados de espaço em mais de 4,6 hectares e é também a maior residência privada em Los Angeles. A Manor, tem 14 quartos e 27 banheiros no total, incluindo uma pista de boliche, um salão de beleza e estacionamento para 100 carros. A casa Spelling principal está localizada no final de uma longa entrada e é protegida por um sistema de segurança. Outras amenidades de luxo incluem uma pista de boliche, umidade controlada na sala de armazenamento de prata, quadras de tênis, duas piscinas, barbearia e salão de beleza no sótão, um spa, um jardim no estilo do século 18, no terraço, jardim um pomar de citros e um espaço de estacionamento para mais de 100 carros. A sala de cinema é também um dos principais destaques, onde um projetor sai do chão com o clique de um botão com cortinas para cobrir as janelas.


9-) Updown Court, Windlesham, Surrey

Casas mais caras do mundo (15)

Preço - 139 milhões dólares

Construída em uma propriedade de 58 hectares entre o ambiente de Windlesham, se caracteriza por estrutura cara e maciça com 103 quartos e tudo o que pode ser descrito como magnificência e riqueza para o núcleo. Oferece uma pista de bowling e um cinema privado para o seu lazer, estábulos, se você ama cavalos e quadras de squash e tênis para bater algumas fotos quando você quer relaxar. Além disso, uma entrada de automóveis de mármore aquecido espera por você todos os dias, juntamente com um espaço de estacionamento grande o suficiente para acomodar oito limusines. Está em nono lugar na lista de casa mais cara.


10-) Castelo do Drácula, na Roménia

Casas mais caras do mundo (16)

Preço - 135 milhões dólares

O Castelo de Drácula da Roménia está décimo na lista de casa mais cara. Esta casa é construída sobre rocha com 200 pés de altura, tem 57 quartos convidativos, pátio e passagens subterrâneas. Diz-se que o príncipe Vlad, o senhor da guerra feroz que inspirou Bram Stoker no personagem "Dracula", viveu neste castelo por uma noite em 1400. Cavando um pouco profunda para o passado, o castelo de Bran é dito ser originalmente construído como uma fortaleza pelos Cavaleiros Teutônicos em 1212. De 1920 a 1948, o castelo tornou-se a residência da família real. Atualmente, o castelo histórico está a funcionar como um museu de arte medieval e cerca de 450 mil pessoas visitam o castelo todo ano. E sim, lembre-se que você será recebido por morcegos voando ao redor das muralhas no crepúsculo.


11-) Fleur De Lys

Casas mais caras do mundo (17)

Este hotel de Beverly Hills Estate é modelado no palácio de Luís XIV em Versalhes. A casa de 45 mil metros quadrados, levou cinco anos para ser construída, e agora é de propriedade de Mariah Carey e seu marido Nick Cannon. A mansão é espalhada amplamente na área de cerca de 41.000 pés, e está rodeada por relvados ondulantes, árvores e jardins ornamentais. Esta mansão é de calcário maciço francês e tem uma enorme biblioteca, com 50 lugares, sala de projeção, salão de festas, pista de cooper privada, um spa e uma piscina com pavilhão, um campo de ténis de tamanho oficial e espaço de garagem para nove carros. Também inclui uma casa de 3.000 metros quadrados para o gerente, juntamente com equipe de 10 pessoas.


12-) Albemarle Casa

Casas mais caras do mundo (19)

Preço: $ 100 milhões

Localizado em Charlottesville, Virgínia

300 hectares a casa de oito quartos georgiano, foi projetada pelo arquiteto / designer David Easton.


13-) Tranqüilidade

Casas mais caras do mundo (20)

Preço: $ 100 milhões

Localizada em Lake Tahoe, Nevada

Situada junto ao lago Tahoe, estes 210 hectares de propriedade, tem a tranquilidade necessária para você. De propriedade de Joel Horowitz, co-fundador da Tommy Hilfiger, que construiu o imóvel a partir do zero. A casa principal é modelado em uma casa de montanha do norte da Europa e tem uma adega 3500-garrafas, uma piscina interior e átrio, bem como uma sala de cinema de 19 lugares, para garantir entretenimento constante.


14-) Villa La Palladiana

Casas mais caras do mundo (21)

Preço: 76 milhões dólares

Localizada em Cap d'Ail, França

Esta propriedade virada para sul, oferece numerosos terraços e varandas sobre a qual se vislumbram Cap Ferrat. Cada uma das casa de nove suites inclui uma casa de banho. Compradores da vila irão encontrar um jardim em camadas, piscina exterior e piscina interior, sauna e centro de fitness.


15-) Neo-renascentista italiano mansão, em Nova York

Casas mais caras do mundo (22)

Preço: 75 milhões dólares

45 metros de largura neo-renascentista italiano, a mansão foi encomendada em 1922 e foi projetada por CPH Gilbert. Com cinco andares, 21.000 metros quadrados de propriedade apresenta uma fachada de calcário e um jardim, junto com um grande hall de entrada que leva a uma sala de recepção e de grande escala quartos.


16-) Hummingbird Ranch

Casas mais caras do mundo (23)

Preço: 75 milhões dólares

Simi Valley, na Califórnia

Esta propriedade equestre tem 123 hectares construídos em 2004 e tem 17.000 metros quadrados. A mansão Revival tem estilo projetado por Richard Robertson. A propriedade inclui seis casas de hóspedes, 10 casas de funcionários, instalações equestres e um heliponto.


17-) Cielo de Bonaire

Casas mais caras do mundo (24)

Preço: 74 milhões dólares

Mallorca, Espanha

Esta propriedade repousa sobre uma colina entre Alcúdia e Pollensa, que oferece vistas panorâmicas em todos os lados. A casa inclui oito quartos, oito banheiros, uma casa de hóspedes, elevador privativo, um heliponto e uma quadra de tênis.


18-) Mansão de Bel-Air, Califórnia

Casas mais caras do mundo (25)

Casas mais caras do mundo (29) Casas mais caras do mundo (26) Casas mais caras do mundo (27) Casas mais caras do mundo (28)

Preço: 72 milhões dólares

Localizada em Bel-Air, tem 10 quartos, 14 casas de banho. Os 48000 metros quadrados da casa tem três andares oferecendo 280 graus a vista da cidade e montanhas circundantes. A 48 mil metros quadrados francês chateau "Le Belvedere" foi vendida por Mohamed Hadid. Esta propriedade de 2,2 hectares está meticulosamente ajardinados e dispõe de um mil metros de comprimento, 36 metros de altura Jerusalém parede de pedra.


19-) BootJack Ranch

Casas mais caras do mundo (30)

Preço: 68 milhões dólares

Localizada em Pagosa Springs, Colorado

Construída em 3100 hectares de terra, esta propriedade de luxo é mais do que um rancho de trabalho. A casa principal é 13.800 pés quadrados, com quatro quartos e quatro banheiros. Cabines de hóspedes e alojamentos periféricas pode hospedar até 50 pessoas e trazer o espaço interior total de até 77.000 pés quadrados. Além disso, há um spa de 12.000 metros quadrados e um centro aquático.


20-) Burwalls House, Bristol

Casas mais caras do mundo (31)

Casas mais caras do mundo (33) Casas mais caras do mundo (32)

Preço: 8.000 mil dólares

Situada à beira do desfiladeiro de Avon ao lado da Ponte Pênsil Cliffon, é uma mansão histórica chamada a Casa Burwalls e passou no mercado por um leilão no valor de $ 8 milhões, maior preço já visto para uma casa de Bristol. Construída pelo magnata dos jornais, Joseph Leech, a Casa Burwalls é listada como mansão do século 19 e foi a casa há décadas da família do tabaco Wills. Mais recentemente, foi comprada pela Universidade de Bristol e foi usado para conferências acadêmicas. Este edifício 12.500 metros quadrados, juntamente com a sua area de 4,8 acres, se expande pelo jardim meticulosamente paisagístico que está localizado no coração da Área de Conservação Leigh Woods. Projetado pelos arquitetos Foster e Wood, Burwalls se tornou a casa da família Wills, e mais tarde Wills solicitou ao arquiteto Sir Frank e foram realizadas alterações significativas em 1916. Além disso, em 1939, com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, Burwalls foi requisitado pelo Ministério da Guerra e foi adaptada para acomodar a sede do regimento antiaéreo pesado. E, em 1948, a propriedade foi comprada pela Universidade de Bristol. Inicialmente, ele foi usado como um salão de residência dos estudantes, mas nos últimos anos ele tem sido usado como um centro de conferências e local do casamento.


21-) "A Casa" Condomínio, Tóquio

Casas mais caras do mundo (34)

Casas mais caras do mundo (43) Casas mais caras do mundo (35) Casas mais caras do mundo (36) Casas mais caras do mundo (37) Casas mais caras do mundo (38) Casas mais caras do mundo (39) Casas mais caras do mundo (40) Casas mais caras do mundo (41) Casas mais caras do mundo (42)

Preço: 22 milhões dólares

Um condomínio mínimo, "A Casa", localizado em Minato, Tokyo é vendida por cambaleantes $ 22 milhões. Apenas um quarto e um banheiro e seu preço elevado pode ter a ver com a sua localização em Minami-Azabu, um dos lugares mais caros de Tóquio para área residencial de alto nível. Com vista para Arisugawa Park, a casa reparte o ar com artistas, celebridades e outras personalidades influentes. No interior, o condomínio de milhões de dólares possui uma casa de banho equipada com uma banheira de hidromassagem, closet, espaço de armazenamento para 200 pares de sapatos, uma televisão de 60 polegadas, uma cozinha gourmet e um pátio com jardim. Supõe-se também que o preço astronômico para o condomínio é por ser uma obra de arte original, pintado em casa por Hiroshi Senzu.


http://www.bornrich.com/entry/top-10-most-expensive-homes-from-around-the-world/#prettyPhoto



quinta-feira, 6 de março de 2014

Visita ao Ginecologista

ginecologista

Eu estava agendada para uma consulta com meu ginecologista durante a semana. Numa manha, recebo a ligação do consultório dizendo que minha consulta foi mudada para esta mesma manha às 9h30.

Eu tinha acabado de despachar todos para a escola e trabalho, e já eram 8h45. O trajeto até o consultório me tomaria 35 minutos, logo não tinha muito tempo a perder. Assim como a maioria das mulheres fazem, gosto de dar uma caprichada na higiene quando vou a estas consultas, mas dessa vez, não ia dar tempo de fazer este esforço!

Então, corri escadas acima, arranquei o meu pijama, molhei a toalhinha que estava na beira da banheira, e me dei um banho de gato naquela “área” para assegurar que eu estava ao menos apresentável. Joguei a toalhinha no cesto de roupas sujas, vesti alguma roupa, saltei pra dentro do carro e corri para a consulta.

Eu estava sentada há apenas alguns minutos na sala de espera quando fui chamada. Já sabendo dos procedimentos, assim como todas também sabem, pulei pra cima da mesa de exames, e comecei a olhar para o outro lado, fingindo estar em Paris ou qualquer outro lugar a milhas de distância.

Fiquei um pouco surpresa quando o médico disse: “Puxa! Alguém fez um esforço extra esta manhã, não?”. Nem respondi.
Depois da consulta, já relaxada, voltei para casa. O restante do dia seguiu normalmente.. algumas compras, faxina, cozinhar. Depois da escola, quando minha filha de 6 anos estava brincando, ela me chama do banheiro: “Mamãe, onde está a minha toalhinha?”.

Disse a ela para pegar outra no armário.

E ela responde: “Não! Preciso daquela que estava na beirada da banheira! Foi lá que guardei a minha purpurina e as minhas estrelinhas!”


http://ditadosereflexoes.blogspot.com.br/2014/03/visita-ao-ginecologista.html


Anel de falange folheado a ouro c/ strass em forma de olho


segunda-feira, 3 de março de 2014

O seu estado é um pagador ou um recebedor de impostos federais?

 

Mapa-Brasil-Estados1 A tabela a seguir mostra quanto cada estado pagou de impostos federais em 2009 e quanto cada estado recebeu do governo federal a título de transferência de recursos (dinheiro destinado ao governo do estado e aos municípios desse estado) também em 2009.

Os impostos federais calculados são: imposto sobre exportação, imposto sobre importação, IPI, IRPF, IRPJ, IRRF (retido na fonte), IOF, ITR, CPMF, COFINS, PIS/PASEP, CSLL, CIDE-combustíveis, contribuições para o FUNDAF e outras receitas administradas.

O resultado final para cada estado aparece na coluna da direita.  Os resultados em azul indicam que o estado é recebedor líquido de impostos federais.  Os resultados em vermelhos indicam que o estado é um pagador de líquido de impostos federais.

Cada um tire suas próprias conclusões.

(Os estados foram elencados por região. Começa com a região Norte, depois Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e, finalmente, Sul).

 

Estados

Quanto paga ao governo federal

Quanto recebe do governo federal

Resultado final

Acre

244.750.128,94

2.656.845.240,92

2.412.095.111,98

Amazonas

6.283.046.181,11

3.918.321.477,20

— 2.364.724.703,91

Amapá

225.847.873,82

2.061.977.040,18

1.836.129.166,36

Pará

2.544.116.965,09

9.101.282.246,80

6.557.165.281,71

Rondônia

686.396.463,36

2.488.438.619,93

1.802.042.156,57

Roraima

200.919.261,72

1.822.752.349,69

1.621.833.087,97

Tocantins

482.297.969,89

3.687.285.166,85

3.204.987.196,96

Alagoas

937.683.021,32

5.034.000.986,56

4.096.317.965,24

Bahia

9.830.083.697,06

17.275.802.516,78

7.445.718.819,72

Ceará

4.845.815.126,84

10.819.258.581,80

5.973.443.454,96

Maranhão

1.886.861.994,84

9.831.790.540,24

7.944.928.545,40

Paraíba

1.353.784.216,43

5.993.161.190,25

4.639.376.973,82

Pernambuco

7.228.568.170,86

11.035.453.757,64

3.806.885.586,78

Piauí

843.698.017,31

5.346.494.154,99

4.502.796.137,68

Rio Grande do Norte

1.423.354.052,68

5.094.159.612,85

3.670.805.560,17

Sergipe

1.025.382.562,89

3.884.995.979,60

2.859.613.416,71

Goiás

5.397.629.534,72

5.574.250.551,47

176.621.016,75

Mato Grosso

2.080.530.300,55

3.864.040.162,26

1.783.509.861,71

Mato Grosso do Sul

1.540.859.248,86

2.804.306.811,00

1.263.447.562,14

Espírito Santos

8.054.204.123,90

3.639.995.935,80

— 4.414.208.188,10

Minas Gerais

26.555.017.384,87

17.075.765.819,42

— 9.479.251.565,45

Rio de Janeiro

101.964.282.067,55

16.005.043.354,79

— 85.959.238.712,76

São Paulo

204.151.379.293,05

22.737.265.406,96

— 181.414.113.886,09

Paraná

21.686.569.501,93

9.219.952.959,85

— 12.466.616.542,08

Rio Grande do Sul

21.978.881.644,52

9.199.070.108,62

— 12.779.811.535,90

Santa Catarina

13.479.633.690,29

5.239.089.364,89

— 8.240.544.325,40

Atualização: o Distrito Federal, por pura displicência deste que vos escreve, ficou de fora da lista.  Eis os dados:

Quanto paga ao governo federal: 50.454.719.368,50

Quanto recebe do governo federal: 7.356.318.744,45

O que dá um déficit de — 43.098.400.624,05

O resultado parece estranho?  Mas não é.  Trata-se de uma enorme distorção.  O DF, como é sabido, possui a maior concentração de funcionários públicos federais — incluindo-se aí os nobres membros do congresso e dos ministérios — por quilômetro quadrado.  Quando o dinheiro do salário deles (que vem de todo o Brasil) cai em suas contas bancárias, o imposto de renda retido na fonte é contabilizado como arrecadação federal.  O mesmo é válido para o imposto de renda pago por todas as estatais, inclusive BB e CEF, que possuem sede em Brasília.

Ou seja, o dinheiro que é espoliado de todo o resto do Brasil vai para o DF, cai na conta dos funcionários públicos e políticos e, em decorrência do IR que estes pagam, uma parte desse mesmo dinheiro é contabilizada como carga tributária que o DF paga ao governo federal.  Bonito.

Ainda assim, os repasses federais para o governo do DF são vultosos (maiores que os de Santa Catarina, por exemplo), o que mostra o quão privilegiada é a região.

Fontes:

Quanto cada estado paga ao governo federal:  http://www.receita.fazenda.gov.br/Historico/Arrecadacao/PorEstado/2009/default.htm

Quanto cada estado recebe do governo federal:  http://www.portaltransparencia.gov.br/PortalTransparenciaListaUFs.asp?Exercicio=2009&Pagina=1

Leandro Roque é o editor e tradutor do site do Instituto Ludwig von Mises Brasil.

http://nacaofederalista.blogspot.com.br/2014/03/o-seu-estado-e-um-pagador-ou-um.html

 


Gargantilha folheada a ouro e pingente de strass em forma de ferradura


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...